Zeenflow: Uma Startup para Startups …

foto

 

O canal TechBrazil teve a oportunidade de conversar com o Chris e o Macgyver, sócios fundadores da ZeenFlow. A conversa foi super interessante. Veja abaixo:

 


1) Para começar nossa conversa, vocês poderiam contar um pouquinho da sua trajetória profissional?

 

Chris: Venho de uma família empreendedora, nasci no meio de computadores. Tive a oportunidade de morar fora do país por um tempo, passei 1 ano em Taiwan. Assim que voltei entrei no ramo alimentício com um food truck em Florianópolis, não deu muito certo, mas aprendi muito e tive a minha primeira lição de negócios.

 

Depois, decidi entrar no mundo da tecnologia, trabalhei em duas startups, entrando por marketing e caindo em vendas. Passei um tempo em São Paulo, trabalhando e aprendendo muito. De maneira extremamente resumida, isso é um pouquinho da minha jornada.

 

2) O Zeenflow é a primeira startup que vocês fundaram? Vocês acreditam que um bom empreendedor é aquele que já falhou várias vezes?

 

Macgyver: Eu já tive várias idéias e protótipos validados no mercado, assim como já fui sócio e C-Level em outras startups,  porém como fundador, o Zeenflow é minha primeira Startup que saiu da Landing Page/protótipo e se tornou um produto. Ter essa experiência com empreendedorismo sempre será relevante, porém, um empreendedor que já falhou várias vezes, apenas terá mais conhecimento sobre o que não fazer em um negócio, mas não necessariamente sobre como alcançar o sucesso. Essa pode sim, ser uma vantagem, mas empreender é aprender a todos os dias.

 

Chris: Se você quis dizer que falhar é testar, aí sim eu acredito, mas tudo depende de quanto ele aprende com cada “teste”. Um empreendedor não nasce de ontem pra hoje, ele é moldado, as dificuldades moldam o empreendedor.

 

2) Porque vocês resolveram fundar a Zeenflow? Qual problema vocês queriam resolver? 

 

Macgyver: O Zeenflow nasceu pra resolver uma dor própria: Ter uma ferramenta que não só auxiliasse na gestão de projetos (existem muitas no mercado que fazem isso), como também entregasse todos os benefícios da mentalidade lean e Ágil de uma forma prática para os usuários e gestores. Um software que, de fato, ajudasse equipes no dia a dia a serem mais autogerenciáveis e produtivas ao mesmo tempo que ensinasse seus membros a serem mais Ágeis. Algo muito próximo ao que um consultor faria, porém 24/7 e de forma altamente escalável.

 

3) Qual produto que vocês querem vender?

 

Macgyver: O Zeenflow entrega o ambiente completo para gestão de projetos, onde as equipes aprendem e se tornam mais ágeis e produtivas todos os dias. Nós fazemos isso integrando metodologias Ágeis com Inteligência Artificial, o que resulta em uma plataforma que proporciona insights e melhorias constantes para gestores e equipes. Algumas das nossas funcionalidades envolvem a gestão de expectativa do cliente, auxílio em decisões no dia a dia, gestão com Kanban e Scrum, entre outros.

 

a) Quais os principais desafios que vocês encontraram na fase inicial? 

 

Macgyver: Nós ainda estamos na fase inicial, fazendo evoluções no nosso MVP e testando com nossos early adopters. Os principal desafio que temos nesse momento é em aumentar nossa velocidade no ciclo de entrega e feedback dos usuários, pois tanto eu quanto o Chris não temos capital inicial, então estamos trabalhando apenas part time no projeto, sem conseguir focar 100% no Zeenflow.

 

b) Quais os principais desafios da empresa nos próximos meses?

 

Chris: Atravessar o abismo que a maioria das startups não passam, que é não somente atender aos early adopters, mas sim atingir toda a maioria. Como meta atingir nosso primeiro grande número de startups/empresas ativas na plataforma até o mês de Dezembro e, como próximo passo, levantar nossa primeira rodada de investimento.

 

5) Você acredita que existem bons profissionais técnicos no Brasil?  Quão difícil é achar essas pessoas?

 

Macgyver: Com certeza existem, porém é difícil encontrar essas pessoas, pois bons profissionais podem ter um preço inacessível para startups em estágio inicial que ainda não captaram investimento. O mais comum em startups é trazer alguém mais inexperiente para o time e treinar essa pessoa em casa. Mas essa nem sempre é a melhor decisão.

 

6) Você já conseguiu levantar investimentos? Se sim, você acha que o Brasil já tem um mercado desenvolvido para Venture Capital / Angel Investor?

 

Chris: Ainda não, estamos nos controlando e esperando o momento certo para levantar a primeira rodada de investimento.

 

7) Você acha que o mercado de startups no Brasil ainda é pequeno? 

 

Chris: Não diria pequeno, mas tem muito a crescer. Temos muitos empreendedores com potencial aqui no Brasil, na minha opinião precisamos de uma força muito maior nas universidades e apoiar mais o empreendedorismo.

 

8) Você acha que a universidade Brasileira incentiva os empreendedores?

 

Chris: Não, certamente não. Ainda mais quando falamos de startups, muitos universitários gostam do assunto, mas não fazem ideia do que são startups e como entrar nesse mercado.

 

Macgyver: Na verdade, eu acho que a maioria das universidades brasileiras, principalmente particulares, estão longe de cumprir com seu dever básico que é a educação com qualidade.

 

9) Você está incubado no Sebrae, certo? Como isso tem te ajudado?

 

Chris: Sim, estamos. Isso tem ajudado muito!

 

Macgyver: Não seria bem uma incubação. Nós estamos no Living Lab, um projeto do Sebrae em parceria com outras instituições públicas e privadas que funciona como coworking para startups, espaço para eventos e network. Para nós está sendo excelente! Temos contatos com ótimos empreendedores e profissionais no local, além de uma excelente infraestrutura, apoio e mentorias com nomes incríveis da comunidade brasileira de empreendedores.

 

10) Muita gente pensa em largar o emprego para começar uma startup, qual conselho você daria à essas pessoas?

 

Chris: Olha, eu diria que depende muito. Nós no Zeenflow, começamos e ainda estamos trabalhando durante o dia, tocando o projeto de noite e aos finais de semana.

 

Isso é pra todo mundo? Não. É super cansativo e desgastante. Para o próximo passo da startup precisaremos focar 100% e se dedicar por completo.

 

11) Qual o maior erro que você cometeu nessa trajetória?

 

Macgyver: Como disse, o Zeenflow está na sua fase inicial, então ainda vamos errar e aprender muito. Na minha carreira em startups, o erro que cometi e já vi muitos cometerem é achar que você tem todas as respostas e só precisa desenvolver seu produto matador. A realidade é que você não tem todas as respostas, e você não vai acertar o product market fit de primeira, então leve mais tempo escutando, aprendendo e validando.

 

Chris: Essa é a palavra certa, validar! Não tenha medo de errar, o fator diferenciador das startups são as validações de hipóteses, teste tudo e seja ágil em corrigir.

 

12) Para finalizar, qual dica você dá para as pessoas que estão desenvolvendo startups no Brasil?

 

Chris: Olha, eu ainda não posso falar de coisas que eu mesmo não fiz, como a sacada milionária. Mas posso dar uma dica muito valiosa que utilizo sempre: mete a cara!

 

Vá converse com todo mundo, mande mensagem para quem você quiser e pra toda essa galera que está empreendendo, ninguém é intocável. Agora chega de ler aqui e faça acontecer, tem uma longa caminhada pela frente, desejo boa sorte.

E aí, gostou da entrevista? Acompanhe nossas redes sociais para ver mais entrevistas com empreendedores Brasileiros e internacionais!

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s